Morre, aos 92 anos, o ator e comediante Lúcio Mauro

Morre, aos 92 anos, o ator e comediante Lúcio Mauro

"O humor não tem limite. Ele é cômico, simples, grandioso; é da gargalhada, do sorriso. Dá sentido à vida, dá alegria e poesia". Assim, o ator Lúcio Mauro definia a carreira a que se dedicou por mais de 70 anos. Aos 92 anos de idade, o ator morreu na noite de sábado, dia 11 de maio, de falência orgânica múltipla.

O ator deixa a esposa Luiza Barbalho, com quem ficou casado por mais de 40 anos, e com quem teve três filhos: Luly Barbalho, Lúcio Mauro Filho e Luanna Barbalho. Ele teve ainda outros dois filhos, Alexandre Barbalho e Gilberto Salles, do casamento com a atriz Arlete Salles. Lúcio Mauro tinha cinco netos. O velório será realizado amanhã, segunda-feira, dia 13, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro e será aberto ao público.

Lúcio de Barros Barbalho nasceu em Belém do Pará em 14 de março de 1927. Colecionou sucessos na televisão, sobretudo em programas de humor. Deu o seu nome artístico ao seu filho mais conhecido pelo público, que herdou dele a veia artística e o talento para a comédia.

Lúcio Mauro é um dos principais rostos da comédia na Globo. Fez história como o Fernandinho, no quadro que repetiu ao longo da carreira algumas vezes, com diferentes Ofélias. Para as gerações mais jovens, é reconhecido sobretudo pelo Aldemar Vigário, da 'Escolinha do Professor Raimundo, papel que seu filho, Lucinho, viveu a emoção de interpretar na nova edição do programa.

Lúcio Mauro estreou na Globo em 1966 ao lado de grandes humoristas, como Jô Soares, Agildo Ribeiro e Paulo Silvino. Dois anos depois, criou e dirigiu o humorístico 'Balança mas não cai', no qual protagonizou um dos quadros de maior sucesso de sua carreira,'Ofélia e Fernandinho', ao lado de Sônia Mamede.

Ao lado do amigo Chico Anysio, Lúcio Mauro fez trabalhos marcantes na televisão. Participou do 'Chico Anysio Show' (1982); viveu o sem-vergonha Aldemar Vigário na 'Escolinha' (1990) e ainda integrou o elenco de 'Chico Total' (1996).

Além do humor, Lúcio Mauro interpretou papeis na dramaturgia em 'O Pagador de Promessas', na minissérie 'Dona Flor e seus Dois Maridos', em 'Malhação', 'Pecado Capital', 'Meu Bem Querer', 'Paraíso Tropical', 'A Favorita' e 'Gabriela'.

Mas a comédia sempre teve lugar de destaque na carreira do ator. Participou do 'Sai de Baixo', 'Os Normais', 'A Grande Família', 'A Diarista', 'Sob Nova Direção', 'Faça sua História' e 'Zorra Total'.

No cinema, Lúcio Mauro trabalhou em 'Terra sem Deus', '007 1\2 no carnaval', 'Redentor', 'Cleópatra' e 'Muita calma nessa hora'. No teatro, com a peça 'Lúcio 80-30', em homenagem aos 60 anos de carreira, o ator dividiu o palco com os filhos Lúcio Mauro Filho, autor e diretor do espetáculo, e com outros dois filhos, Alexandre Barbalho e Luly Barbalho.

Postar um comentário

0 Comentários