Ex-executiva da Netflix acusa empresa de tê-la demitido por gravidez

Uma ex-executiva da Netflix processou a empresa nesta terça-feira (2), alegando foi demitida depois de anunciar sua gravidez. Tania Zarak trabalhou em 2018 como Gerentena Divisão de Produtos Originais Internacional da Netflix, e quando revelou sua gravidez em novembro do ano passado, disse que se viu cortada das reuniões da empresa.

Ela diz que seu supervisor, Francisco Ramos, começou a ignorar suas mensagens e que Ramos teria feito comentários depreciativos sobre sua aparência, conforme relatou à revista Variety

Zarak também alega que Ramos secretamente a retirou de um produto que estava trabalhando, sobre um cantor mexicano-americano, além de uma reunião sobre um remake de novela musical adolescente mexicana.

A ex-funcionária foi até o RH (Recursos Humanos) para reclamar do comportamento. Mais tarde, naquele mesmo dia, ela diz que Ramos a convocou para uma reunião e discutir a situação. Naquela conversa, ficou acordado de que ela poderia trabalhar durante a gravidez, tirando a licença para maio, após dar à luz.

De acordo com o processo, Ramos ficou "visivelmente" agitado e começou a falar sobre como não seria grande coisa se ela deixasse o emprego. No dia seguinte, a bomba: ela foi demitida. A revista Variety tentou com contato com a Netflix, mas não respondeu.

Postar um comentário

0 Comentários